Siga e compartilhe

Conjuntivite: causas, sintomas e tratamentos

Conjuntivite causas, sintomas e tratamentos

Nossos olhos são como portas para o mundo, por onde podemos coletar informações e apreciar ainda mais as belezas da vida. Mas, eles também são pontos vulneráveis do nosso corpo e exigem cuidados constantes. Hábitos de higiene são fundamentais para mantê-los sadios e livres de desequilíbrios como as conjuntivites, tão populares, principalmente nas estações mais frias.

Causas

Segundo o especialista Renato Neves, oftalmologista da clínica Anging Eye Institute, muitos casos de conjuntivite podem ser infecciosos ou virais. “Os vírus responsáveis pelatransmissão da conjuntivite sobrevivem por até 72 horas depois de depositados em qualquer superfície por uma pessoa contaminada. Isso é suficiente para espalhar a doença para muito mais gente”, afirma o profissional.

Assim, os tipos mais comuns são conjuntivite viral e a conjuntivite bacteriana. O transtorno acontece quando a conjuntiva, tecido que envolve as membranas dos olhos, fica inflamada. Isso pode ocorrer por falta de lubrificação, excesso de poluição ou contaminação.

No inverno, os casos de conjuntivite aumentam em função das baixas temperaturas. “O frio altera procedimentos muitos simples, como lavar as mãos em água corrente com frequência”, alerta o especialista. Além disso, o uso constante de aquecedores queima o oxigênio, contaminando o ar com gás carbônico, poluindo assim o ambiente, sobrecarregando e ressecando os olhos.


Segundo o oftalmologista, Renato Neves, eles correspondem a 90% dos casos e podem ser evitados. Por isso:

  •  Evite lugares muito cheios;
  • Lave sempre as mãos antes e depois de ir ao banheiro, antes de manusear alimentos e fazer as refeições;
  •  Evite levar as mãos aos olhos depois de tocar objetos que outras pessoas já tocaram antes, como maçanetas, chaves, canetas, brinquedos, torneiras e válvulas de banheiros públicos etc.

Tratamento de conjuntivite

Depois que as conjuntivas já estão inflamadas, é preciso tratá-las o quanto antes para que o caso não se agrave, evoluindo para lesões e danos mais sérios aos olhos e à visão. O tratamento varia de acordo com o caso, mas pode incluir o uso de colírios específicos e até a ingestão de medicamentos que devem ser prescritos pelo médico. Enquanto isso é importante manter os olhos limpos e hidratados.

Uma opção é lavar os olhos com chá dos talos da alface ou das folhas da camomila. As folhas da salsa macerada também podem ser utilizadas para fazer compressas com gases esterilizadas. Mas, atenção, é fundamental que os produtos sejam orgânicos e eles não excluem, de forma alguma, o acompanhamento médico.

Ingredientes

Cuide bem dos seus olhos.



Gostou? Participe do nosso grupo e receba as melhores receitas culinárias e dicas caseiras clique e seja um membro: https://www.facebook.com/groups/noticiasereceitas/
Redes Sociais

Faça seu Comentário