Siga e compartilhe

Matchá: ajuda a emagrecer e possui mais qualidades que o chá verde

Matchá ajuda a emagrecer e possui mais qualidades que o chá verde

Não é segredo para ninguém que os chás podem oferecer inúmeros benefícios para a saúde. O de carqueja, por exemplo, é comumente indicado para distúrbios digestivos e problemas no fígado; o de erva-cidreira, para quadros leves de ansiedade e insônia, como um verdadeiro calmante… Isso entre muitas outras opções de chás que realmente fazem a diferença na vida das pessoas.

Mas, quando o assunto é emagrecimento, um sempre ganha destaque: o chá verde. Até pouco tempo atrás ele era mesmo visto como a melhor opção para quem queria acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura.

Porém, embora ele ainda não tenha perdido totalmente sua fama, um novo chá tem se sobressaído e já é apontado pela maioria das pessoas como o principal aliado na perda de peso: o Matchá.

Mas, afinal, que chá é este? Quais benefícios oferece? Ele, de fato, é melhor do que o chá verde? Confira todas as respostas abaixo.

O que é Matchá?

Camila Secches, endocrinologista, especialista em Nutrologia e professora de Endocrinologia da Faculdade de Medicina de Itajubá, explica que Matchá é um chá verde em pó de alta qualidade, extraído de uma planta chamada Camellia Sinensis.

“Tradicionalmente é usado para preparar chá, mas também pode ser adicionado a shakes, sucos e outras receitas”, acrescenta a endocrinologista.

Benefícios do Matchá

Mas por que o Matchá tem feito tanto sucesso? Os benefícios que oferece são mesmo importantes?

Abaixo você confere as principais vantagens do seu consumo:

1. Termogênico e antioxidante

Camila explica que ele é rico em flavonoides e cafeína, que são considerados termogênicos (aumentam o metabolismo) e têm propriedades antioxidantes (retardam o envelhecimento das células).

2. Energético

A cafeína, presente no Matchá, de acordo com Camila, é também um energético natural e, por isso, os alimentos que a contém são buscados por quem pratica atividade física.

3. Recuperação dos músculos

A endocrinologista acrescenta que o Matchá apresenta alta concentração de aminoácidos devido à sua forma de produção que é diferente dos outros chás verdes. “Os aminoácidos são essenciais para manutenção dos músculos do corpo e, por isso, este chá é reconhecido por ajudar no processo de recuperação após fadiga muscular”, explica.

Matchá ajuda a emagrecer?

O chá pode ser muito útil em uma dieta de emagrecimento, mas, assim como outros chás/produtos, não faz milagres. O que ele fará é dar uma “forcinha” no processo de perda de peso se a pessoa estiver se alimentando corretamente e praticando atividade física.

Isso porque, os flavonoides e a cafeína encontrados na planta aceleram o metabolismo. Além disso, o Matchá pode auxiliar dando mais energia aos praticantes de atividades físicas, e ainda atua na recuperação muscular.

Como consumir o Matchá?

Camila explica que a dose diária ideal deve ser recomendada pelo médico ou nutricionista, de acordo com as necessidades e limitações de cada indivíduo. “Mas o consumo não deve ultrapassar 20g ao dia”, diz.

“Além de poder ser usado como chá, por ser comercializado na forma de pó, ele também pode ser adicionado a receitas de bolos, quiches, sucos e shakes. Por estar associado ao emagrecimento e melhora da performance muscular, ele se tornou uma sensação no mundo fitness e já existem várias ideias de receitas com o Matchá”, acrescenta a endocrinologista.

Matchá x chá verde

Camila destaca que ambos são extraídos da mesma planta, porém, o processo de preparo do Matchá é diferente especialmente em relação à maturação e fermentação das folhas. “Os arbustos de Camellia Sinensis são cobertos algumas semanas antes da colheita de suas folhas, com o objetivo de evitar a luz solar direta”, diz.

Esse procedimento, conforme explica a endocrinologista, estimula um aumento dos níveis de clorofila, o que deixa a folha com uma cor verde mais escura e aumenta a produção de aminoácidos. “No momento da colheita, apenas os melhores brotos são escolhidos”, diz.

“Após colhidas, as folhas são esticadas para secarem e, quando secas, são trituradas muito lentamente em moinhos de pedra, até serem reduzidas ao pó. Somente após este processo, elas serão usadas para a fabricação do Matchá”, acrescenta Camila.

A endocrinologista ressalta que este é considerado um chá de maior qualidade do que o chá verde. “O sabor é mais acentuado e é também mais caro”, explica.

Há contraindicações de consumo?

Camila explica quais são as contraindicações do chá:

  • Por ser rico em cafeína, não é recomendado para pessoas com ansiedade, arritmias cardíacas, hipertensão e dificuldade para dormir.
  • Gestantes e lactantes devem usá-lo apenas com liberação médica.
  • O ideal é usá-lo o mais distante possível da hora de dormir, para não comprometer a qualidade do sono.

“As contraindicações são parecidas com as do café e outros chás ricos em cafeína”, acrescenta a endocrinologista.

Onde encontra o Matchá

Camila destaca que o chá é vendido na forma de pó em casas de produtos naturais e mercados orientais.

Receitas com Matchá

Abaixo você confere algumas formas diferentes de consumir o Matchá:

1. Matchá ao leite

Ingredientes

  • 1/2 colher (chá) de Matchá
  • 50 ml de água fervida
  • 300 ml de leite vegetal (como o leite de soja, aveia, amêndoas ou arroz)
  • Mel ou agave para adoçar

Modo de preparo: 

  • Dilua o pó de Matchá na água quente e bata bem até ele dissolver por inteiro.
  • Adicione o leite quente e misture mais.
  • Depois, basta adoçar a gosto.

2. Suco de uva e Matchá

Ingredientes

  • 50 ml de suco de uva integral
  • 1 colher (chá) de Matchá
  • 200 ml de água
  • ½ xícara de limão
  • Hortelã a gosto

Modo de preparo: 

  • Junte todos os ingredientes e bata no liquidificador até formar uma mistura homogênea.
  • Beba gelado/com gelo.

Agora você tem todas as informações sobre o chá que tem roubado a cena e se destacado mais que o tradicional chá verde. Lembre-se que, embora o uso de Matchá possa trazer benefícios, ele não deve ser consumido em excesso e que o ideal é contar com as orientações de um nutricionista para incluí-lo na dieta.

Ingredientes

Descubra por que o chá tem sido uma ótima aposta também para os praticantes de atividades físicas



Gostou? Participe do nosso grupo e receba as melhores receitas culinárias e dicas caseiras clique e seja um membro: https://www.facebook.com/groups/noticiasereceitas/
Redes Sociais

Faça seu Comentário