Siga e compartilhe

Meu signo mudou? Continua o mesmo?

Meu signo mudou Continua o mesmo

A declaração polêmica de uma astrônoma afirmando que os signos astrológicos estão todos errados gerou o maior burburinho na web. Segundo Radmilla Topalovic, que trabalha do mais renomado observatório do mundo, o Royal Observatory Greenwich, uma mudança no Zodíaco teria sido capaz de alterar a ordem dos signos. Mas será que isso é mesmo real? Consultamos o astrólogo Guilherme Salviano para entender melhor o que aconteceu.

Em participação no programa Stargazing Live, da BBC, Radmilla explicou que a posição das estrelas em relação à Terra mudou em relação à configuração da época em que os signos zodiacais foram criados – há mais de 2 mil anos. De acordo com os cálculos dela, mais de 80% das pessoas pertencem ao signo anterior àquele que acreditaram ser a vida inteira. Por exemplo: quem é de peixes, seria, na verdade, aquariano; quem é geminiano, é taurino, escorpianos são librianos, etc. Além disso, ela coloca a existência do polêmico 13º signo, o Serpentário, para as pessoas nascidas entre 30 de novembro e 18 de dezembro.

É verdade que meu signo mudou?

Salviano garante que tudo segue igual. “Os signos são 12 espaços imaginários projetados geometricamente ao redor da Terra, como um ‘cinturão’. Imagine a linha do Equador e os trópicos de Câncer e de Capricórnio, no mapa-múndi. Faça uma espécie de círculo ligando essas linhas. Libra fica à esquerda do Equador, e Áries, à direita. Una ambos a Câncer e Capricórnio, nos trópicos. Entre eles, imagine as esferas dos outros signos”, ensina.

Signos astrológicos x Constelações

Segundo Salviano, signos zodiacais são uma coisa, e constelações, outra. “As constelações existem, claro, mas não são consideradas para efeitos de estudo astrológico. Algumas constelações são imensas; outras, curtas. Se fosse assim, um signo teria duração de meses, e outro, só de alguns dias. O que vale são as 12 linhas imaginárias ao redor da Terra, denominadas pelos signos conhecidos”, reforça.

O profissional diz que a ordem zodiacal usada pelos astrólogos foi definida por Hiparco, cientista grego, em 130 a.C. Ele criou esse sistema em função do movimento de precessão: o eixo de rotação da Terra se desloca um grau a cada 72 anos. “Há milhares de anos, o Zodíaco e as constelações eram coincidentes. Com o deslocamento citado, Hiparco separou as duas coisas: Zodíaco das esferas celestes e Zodíaco das constelações”.

Relação dos signos com as estações do ano

“Quando pensar em signos, pense nas estações do ano. No momento em que começa o Verão no hemisfério sul, e o inverno no norte, começa o signo de Capricórnio. O outono no sul e a primavera no norte marcam o início de Áries. O inverno no sul e o verão no norte inauguram Câncer. E com a primavera no sul e outono no norte, Libra começa”, esclarece Salviano.

Astrologia x astronomia

Por último, o profissional destaca que Astrologia e Astronomia são áreas bem diferentes. “Os boatos sobre mudanças de signo são sempre afirmadas por astrônomos, e não astrólogos”. A astrologia é uma convenção sobre a posição dos signos ao redor da Terra, enquanto a astronomia é uma ciência natural que estuda corpos celestes – estrelas, planetas, galáxias, etc. Por isso, nada de a astronomia dar pitaco na astrologia, e relaxe: seu signo continua o mesmo.

Ingredientes

Entenda polêmica da alteração no Zodíaco



Gostou? Participe do nosso grupo e receba as melhores receitas culinárias e dicas caseiras clique e seja um membro: https://www.facebook.com/groups/noticiasereceitas/
Redes Sociais

Faça seu Comentário