Siga e compartilhe

O aparelho que promete renovar a pele

O aparelho que promete renovar a pele

Conheça o Roller, que promete cuidar das rugas e cicatrizes de acne.

O que é isso?

Sabe o que Angelina Jolie e Uma Thurman usam para deixar a pele maravilhosa? Um aparelho que, de perto, parece mais um objeto de tortura. Trata-se de um rolinho coberto por microagulhas (que medem entre 0,3 e 3 mm) de metal ou de silicone (uma versão menos agressiva) criado na Alemanha com os nomes de Dermaroller e MTS Roller. Indicado para tratar rugas, cicatrizes de acne ou de queimaduras e até estrias, o equipamento perfura superficialmente a pele, provocando microlesões para estimular a produção de colágeno e elastina. “Ele faz uma reestruturação, deixando a pele mais resistente e com a aparência mais uniforme”, explica a dermatologista Alessandra Haddad, de São Paulo.

Estudos realizados na Europa, nos Estados Unidos e na Coreia do Sul comprovaram que o colágeno produzido nesse processo pode ser duas vezes maior que o normal, diz a médica. Para potencializar o efeito, ela recomenda associar o aparelho a produtos à base de vitamina C ou de ácido hialurônico, após o rolamento. “Em estrias, o ideal é combinar o Dermaroller com o laser racionado Fraxel ou com a microdermoabrasão”, sugere.

O tratamento

O tratamento, realizado por dermatologistas, começa pela higienização da área com um sabonete antisséptico e a aplicação do anestésico em creme. “Depois do procedimento, a pele costuma ficar avermelhada – muito ou pouco, dependendo da sensibilidade, da gravidade do problema (cicatrizes de acne acentuadas ou pele envelhecida) e da espessura das agulhas utilizadas”, ressalta o dermatologista Jardis Volpe, de São Paulo. São necessárias, pelo menos, três sessões de 30 minutos, cada uma, com intervalos de dois meses entre elas — o tempo suficiente para o colágeno se refazer. “Nas primeiras semanas, a pele se torna mais lisa e com poros minimizados. Quanto a rugas e cicatrizes, ficam mais amenas, em média, depois da sexta sessão”, diz Volpe.

Contraindicações: quem tem tendência a queloides e dificuldade de cicatrização deve ficar longe do rolinho. “Após o uso do aparelho, é preciso cuidado com a limpeza, para prevenir infecções, e a aplicação de um produto com FPS 30, que evita o risco de manchas”, alerta Alessandra.

Ingredientes

Roller, uma promessa de pele mais linda ainda.



Gostou? Participe do nosso grupo e receba as melhores receitas culinárias e dicas caseiras clique e seja um membro: https://www.facebook.com/groups/noticiasereceitas/
Redes Sociais

Faça seu Comentário