Siga e compartilhe

Por que nossos dedos enrugam quando ficamos muito tempo na água?

Por que nossos dedos enrugam quando ficamos muito tempo na água

Uma coisa comum e até dolorosa em alguns momentos pela qual todos nós já passamos é o enrugamento da ponta dos dedos. Dependendo da temperatura da água e do tempo em que ficamos dentro dela, as digitais podem inchar tanto ao ponto de causarem formigamento e hipersensibilidade, um reflexo da vasoconstrição, que é o estreitamento dos vasos sanguíneos. Quando isso acontece, há um aumento da pressão e inchaço na pele do local. Essa estranha função biológica, que parece inútil pra maioria de nós, na verdade pode ter sido essencial na disputa pela sobrevivência.

Em estudo científico realizado pela Universidade de Newcastle, na Inglaterra, voluntários foram expostos a um teste que consistia no seguinte: com as mãos imersas num aquário transparente, tinham de passar bolinhas de gude de um lado para o outro, sendo que havia uma parede com uma pequena abertura no meio. Com o experimento sendo realizado tanto com pessoas com as mãos secas quanto com outras que já estavam com as pontas dos dedos enrugadas, o tempo e a dificuldade observados revelaram que as pessoas com dedos enrugados tinham maior aderência à superfície lisa das bolinhas de gude, facilitando muito a tarefa.

Evolutivamente, isso quer dizer que essa função não é inútil. Muito pelo contrário, pode ter sido definitiva para nossa habilidade de capturar alimentos e objetos embaixo d’água, além de diminuir as chances de que escorregássemos em pedras com musgo, por exemplo.

“Se o sistema nervoso está ativamente controlando essa reação em certas circunstâncias e não em outras, é mais fácil concluir que há uma função por trás disso, que é resultado da evolução. E a evolução não teria selecionado essa resposta se ela não nos conferisse algum tipo de vantagem”, explica Tom Smulders, do Centro de Comportamento e Evolução de Newcastle. Para o cientista, a próxima etapa do estudo é observar se outros primatas também têm a função, o que dirá se essa é uma capacidade exclusiva dos humanos ou não.

“Se ela está presente em muitos primatas, então minha opinião é que sua função original pode ter sido locomotora, ajudando a se deslocar em vegetação úmida ou árvores molhadas. Por outro lado, se for exclusiva de humanos, então podemos considerar que é algo muito mais específico, como procurar por comida dentro e à beira de rios”, conclui Smulders.

Ingredientes

Entenda o motivo por trás dessa estranha reação da nossa pele quando ficamos longos períodos de baixo d’água.



Gostou? Participe do nosso grupo e receba as melhores receitas culinárias e dicas caseiras clique e seja um membro: https://www.facebook.com/groups/noticiasereceitas/
Redes Sociais

Faça seu Comentário